Páginas

Ilha de Santa Catarina em Capítulos VI.1

CAPÍTULO VI

Áreas de Preservação Permanente

Lagoas

A Ilha de Santa Catarina, outrora possuia cinco lagoas, a saber por ordem de grandeza:  Lagoa da Conceição, Lagoa do Perí, Lagoinha Pequena, Lagoinha do Leste e Lagoinha da Chica, porém com o crescimento desordenado, a Ilha perde uma de suas reservas naturais, a lagoinha da Chica.  Todas as Lagoas a nível de Brasil são delimitadas pela Lei Federal 4771/65 que Instituiu o Código Florestal Brasileiro, sendo proibidas edificação em seu entorno na proximidade inferior a 50 metros da linha d’água, considerando também intocáveis, até 50 metros abaixo de seu leito, por considerar-se áreas de pesquisas arqueológicas.

Lagoa da Conceição

A Lagoa da Conceição, tem uma área de 19,71 km². Divide-se em duas partes: a Lagoa de Dentro, ao sudoeste, e a Lagoa de Fora, ao nordeste. Estas duas partes são separadas por um estreito no qual foi construída uma ponte que liga as margens do leste a do oeste.
No extremo norte da Lagoa da Conceição deságua o rio das Capivaras. Nas margens noroeste, onde predominam os morros, na Costa da Lagoa, há inúmeras pequenas praias intercaladas por pequenos costões. Existem pequenas proeminências de areia. Muitos córregos descem dos morros e deságuam na Lagoa. Mais ao sul, no Canto dos Araçás, há uma ponta de areia chamada Ponta das Almas onde há um Sambaqui. Ainda mais ao sul a planicie entre a lagoa e os morros se alarga. É onde está situado o estreito onde foi construída a ponte que separa as lagoas de fora e de dentro. Nesta última a planicie arenosa atinge suas maiores proporções. Depois, em sentido sul principia a diminuir, até encontrar novamente os morros. Após o Morro do Badejo, no extremo sul, volta a encontrar as planícies arenosas, desta vez a planície de entre-mares, que separa o centro-norte da Ilha de Santa Catarina do sul. Ao leste ocorrem as dunas, das quais é separada por uma estrada asfaltada, até chegar novamente à ponte. Deste ponto em diante a margem forma um ângulo reto, em sentido leste com as dunas ao sul, até encontrar as montanhas que a separam em parte do Oceano Atlântico. Estas montanhas são divididas em dois maciços, entre os quais há uma depressão que a ligava ao mar em tempos antigos. Após o segundo maciço corre o canal que atualmente a liga ao mar através da Barra da Lagoa. Graças a esta ligação com o mar, a “lagoa” é, na verdade, uma laguna. Após o canal a restinga a separa do mar até o extremo norte.

Lagoa do Peri

Está situada a 27° 43′ 30 S e 48° 32′ 18 O. A distância do centro da cidade até a lagoa do Peri é de cerca de 24 km para o sul. Ao norte da Lagoa do Peri encontra-se a localidade de Morro das Pedras. Ao leste, após uma faixa de areia arborizada (restinga) que varia de 500 m a 800 m, encontra-se o oceano Atlântico. Ao sudeste, a Armação do Pântano do Sul. Ao sul, morros que a separam do Pântano do Sul e ao oeste mais montanhas, com altitude média de 300 m, cujas encostas são cobertas em parte por remanescentes da Mata Atlântica que constituem o sertão do Peri, onde se encontra o ponto culminante da ilha: o Morro do Ribeirão. Após estas montanhas encontra-se a freguesia do Ribeirão da Ilha, uma das localidades mais antigas de Florianópolis.
Ao sudoeste existe um vale, o Peri de Baixo, onde se encontra o principal manancial da lagoa, com uma cachoeira e um poço. Na vargem, alguns remanescentes dos sítios, alguns com antigos engenhos de farinha. Deste vale parte uma trilha que o liga ao “Peri de Cima” e de lá à Costa de Cima (ao sul) e ao Ribeirão da Ilha (ao oeste).
Além deste manancial, a Lagoa do Peri é abastecida por outros pequenos córregos que descem das encostas que dividem o sul da Ilha de Santa Catarina em três pequenas bacias: a do Pântano do Sul a do Ribeirão da Ilha e a da própria Lagoa do Peri.
O sangradouro da Lagoa do Peri atravessa o balneário da Armação do Pântano do Sul e deságua no mar (Oceano Atlântico), entre as praias da Armação e a Matadeiros.

Lagoinha Pequena

Fica situada nas coordenadas 27º.39′S e 48º28′O, entre as localidades de Rio Tavares e Campeche, não havendo registros de suma importancia que possam ser agregadas a lagoa, exceto fazer parte do circuito turístico, em razão da exuberância do local e da beleza paisagística.

Lagoinha do Leste

Fica situada nas coordenadas 27º.46′S e 48º29′O, pequeno recanto com presença de dunas, cujo acesso se dá por trilhas que partem de Armação do Pântano do Sul ou Praia do Matadeiro.

Deixe seu comentario

 

 

 

Se desejar, pode usar tags em HTML

Crie aqui seu avatar para seus comentarios

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>