Páginas

DOSSIÊ DO MOSQUITO DA DENGUE

O combate a Dengue pode ser tratada de duas maneiras distintas, seja pela eliminação dos focos criadouros do mosquito vetor, ou pelo simples uso de paleativos como Extrato de Própolis dissolvido em álccol de cereais ou mesmo em água, cuja ingestão (5 gotas diárias) mantém os mosquitos afastados em razão da liberação de flavona pelo suor, plantio em seu jardim ou horta próximo a residencia, do Capim Citronella que além de ornamental, serve para fazer chá, e uso do Cravo da India.
.
Não bastasse este ano registrar o recorde no número de mortes causadas pela dengue no país com 693 óbitos nos primeiros meses do ano, há evidências de que o verão será o cenário perfeito para a multiplicação dos criadouros de Aedes Aegypti o anofelino vetor das doenças como a Dengue, Febre Amarela, Chicungunya e Zika, doenças com os mesmos sintomas.
.
A previsão é que o El Niño seja o mais severo das últimas duas décadas.
.
O fenômeno que aquece as águas do Oceano Pacífico, promete um verão mais quente e chuvoso, ideal para o mosquito anofelino, que se prolifera com calor umidade e a falta de saneamento básico, bastante típico no nordeste brasileiro onde ainda infelizmente impera o cabresto político.
.
Autoridades sanitárias temem e muito, o aumento dos casos das viroses, caso não haja uma prevenção  sistêmica e eficaz, sabendo da gravidade do que o Aedes Aegypti pode causar a saúde da população!
.
Tenho sido um parceiro incansável por mais de 12 anos aos trabalhos desenvolvidos ha mais de 20 anos, pelo pesquisador e apiterapeuta olístico Dr. Gilvan Barbosa da Gama – Piúma ES, publicando conjuntamente vários trabalhos de combate, cujos efeitos, por ironia do destino, parecem não surtirem efeitos, seja pela intransigência da ANVISA, seja por desiterêsse do GOVERNO que nunca se manifestaram, apesar de insistentes incursões para alternativas de baixissimo custo, assim como a falta de compreensão da própria população que ignora um anofelino altamente letal, o Aedes Aegypti, vetor da Dengue, Dengue Hemorrágica, Chicungunya, Febre Amarela e Febre Zika, nesta última e nova doença, o Brasil já amarga  1761 casos de microcefalia em 427 Municípios, pulverizados em 14 Estados com 18 óbitos, em sua grande maioria no Nordeste, a saber:
.
Pernambuco………………………… 804 casos e nenhum óbito
Paraiba……………………………….. 316 casos e 1 óbito
Bahia………………………………….. 180 casos e 2 óbitos
Rio Grande do Norte……………… 106 casos e 7 óbitos
Sergipe………………………………..  96 casos e 4 óbitos
Alagoas……………………………….   81 casos e nenhum óbito
Cerará…………………………………  40 casos e 1 óbito
Piauí……………………………………  36 casos e 1 óbito
Maranhão…………………………….  37 casos e 1 óbito
Tocantins……………………………..  29 casos e nenhum óbito
Rio de Janeiro……………………….  23 casos e 2 óbitos
Mato Grosso do Sul………………..  09 casos e nenhum óbito
Goiás…………………………………..  03 casos e nenhum óbito
Distrito Federal……………………..  01 caso e nenhum óbito
.
Vide outras publicações sobre o Aedes Aegypti

http://mafrinha.com.br/?p=3811
http://mafrinha.com.br/?p=3916
http://mafrinha.com.br/?p=3993
http://mafrinha.com.br/?p=4480
http://mafrinha.com.br/?p=4491
http://mafrinha.com.br/?p=4663
http://mafrinha.com.br/?p=4750

Deixe seu comentario

 

 

 

Se desejar, pode usar tags em HTML

Crie aqui seu avatar para seus comentarios

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>