Páginas

Políticos canalhas do ES fazem vista grossa para malária!

Explicação plausível para uma omissão consentida não existe.

Cerco biológico e medicação milagrosa  também não respondem tão prontamente a nenhuma doença infecciosa.

De que forma em menos de uma semana, notícias sobre um surto de  malária no noroeste do Espírito Santo, que parecia fora de controle com mais de 160 notificações e outros tantos casos a serem confirmados, simplesmente cessaram de ser veiculados com destaque nos grandes jornais do Estado Capixaba?

Teria o mosquito Anopheles saído de férias a pedido dos políticos, interessados em esconder sob o tapete da enganação a incompetência da saúde pública, pedindo que estes voltem à carga após as eleições?

Por mais desconhecedor e simplório que seja o cidadão comum, doença ou epidemia em época de eleição, é um ralo eleitoral por onde os votos escorrem e se perdem.

Político velhaco não corre risco dizendo a verdade, apenas nada e vive no mar da enganação para se perpetuar nos cargos de mando.

O povo,como de hábito, que se lasque.

Quem teria interesse em esconder a continuidade do surto malárico?Quem sabe tenha sido o “Homem de Java” ou o “Australopithecus”

Se eu não estiver em sintonia com a realidade do que penso estar acontecendo, aceito e quero a explicação plausível e sem retoques de como o mosquito que vinha infectando pessoas em Vila Pavão e adjacências, parou repentinamente de transmitir a doença em menos de 72 horas nessa região?

Quero conhecer esse prodígio sanitário antimalárico e recomenda-lo às regiões endêmicas do Pará, Amazonas e Mato Grosso para erradicarmos a malária, a dengue, chicungunya, zica e febre amarela.

Se por mágica  encantamento ou varinha de condão, pudermos eliminar mosquitos e adiar as respectivas miasmas por eles transmitidas, vamos pesquisar e usar novas vacinas pra que?

Por Dr.Gilvan Barbosa Gama – Apiterapeuta Holístico Piúma ES

Deixe seu comentario

 

 

 

Se desejar, pode usar tags em HTML

Crie aqui seu avatar para seus comentarios

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>